24 de abril de 2006

Sobre mulheres e gatos

Hoje na hora do almoço descobri o porquê da minha admiração pela mulher gato (sim, eu gosto dos vilões).
Conversando com uns amigos cheguei a conclusão de quê nem ela, nem seu respectivo amado, (Batman, para o desinformados) nasceram com super poderes. Eles os criaram.
Lendo “Super Heróis e a Filosofia. Verdade, Justiça e o caminho Socrático”, (recomendo) percebi que todos os meus ídolos tinham um dom sobrenatural e/ou eram de outro mundo (como o Super Homem, que se Homem nada têm). Eles não eram compatíveis a nós assim como ela.
Fiquei filosofando por horas nessa cabecinha, pensando em mum milhão de coisinhas com isso. Será mesmo que essas pequenas ações não são como atos heróicos? Ajudar um amigo, fazer uma boa ação, tirar um gatinho de uma árvore, caminhar no escuro, entregar uma flor á pessoa que gostamos, pequenos atos cheios de “heroísmo”.
Basta ter um ideal, (mesmo que seja ruim como o dela), basta acreditar em algo pra valer, acreditar e lutar por isso, basta querer para se ter “super poderes” e não falo de voar ou lançar raios, falo de “super poderes” de verdade... Ah, deixa pra lá.
Olha eu aqui, querendo explicar o inexplicável, quem se importa? Vou eu voltar ao meu mundinho das palavras e desenhos.

9 comentários:

LUR disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
lub disse...

tas pondo acentos demais nas palavras tcheee!! 'que' não tem acento, nem aquele 'tem'..
Teus textos são tri bem estruturados mas vais aprender no cursinho uns detalhes féras que deixam eles bem mais fáceis de se ler.. tipo corta períodos em menores e organização de idéias e tal..
vais fazer sucesso com isso um dia ainda (Y)
e sai do mundo da abobrinha tcheeeee!!! oisajdiaj
;@@@@@@@@

FÃ CLUBE * garcinha disse...

"Oi, meu nome é Lanna e eu voltei"

PS:.É MEU SONHO !!!!!!!!!!!!!!!!

Lara disse...

mto bom esse titulo!!!

Rita Apoena disse...

Lana, adorei seu texto filosófico sobre super-heróis :) E quando você diz que basta ter um ideal, mesmo que seja ruim como o dela. Minha mãe sempre diz que os bons são maioria, mas os maus são mais organizados :) Beijinhos!

Nathalia disse...

Descobri esses dias que tu tinhas isso aqui, mas nunca tinha lido parte alguma. E hoje resolvi ver denovo, e li todos teus posts, sim, eles são bem legais. Achei engraçado do Kleiton e Kledir, mas ok, aqui em casa tem gente que gosta também.
E acho que todo ser, tem super poderes, mas não fazem dele uma utilidade.

Camilla disse...

O que é isso.. 'fã clube*garcinha'?


Bom seja lá o que for, o comentario nao foi meu.
Sobre o comentário da Backes eu concordo em cortar os períodos, eles estando muito longos dificultam o entendimento e a clareza.
Mas o que eu vim mesmo falar, é que Sr. Ilusão não poderia ser enquandrado melhor em outra pessoa, que não fosse tu.
É uma pena, que se viva uma ilusão.......

Otavio disse...

Minha admiração mora em Gotham City exatamente pela humanidade dos heróis, suas conturbações, problemas, que trazem eles pra um contexto mais real.
Bom texto, bom título. Curti.

Fean disse...

só pra dizer que eu gostei muito do post "Qaunto foi a consulta?"
te amo e desculpa nao ter estado aí sexta :(