10 de dezembro de 2006

Sorvete de pistache

Por onde andaram os pensamentos desta menina? Ninguém entende porque é tão perdida e atrapalhada, ela não vive entre nós. Sobrevoando a cada passo com suas pernas aladas, ela não deixa brecha para preto, cinza e mau humor.
Em seu mundo todo dia é dia de sol, toda noite é noite de ver estrelas e todo o sorriso é feito de amor. A menina não vê maldade nas pessoas, não tem medo de palhaços e sabe cozinhar. Ela é feita de fita mimosa, flores nos cabelos e seus olhos são tão verdes quanto sorvete de pistache. Neste mundo poderíamos comer apenas algodão-doce e beber suco, neste mundo não haveria regras de trânsito, nem mesmo livros de direito.
E quando a ela chamam a atenção fica triste. Não entende como podem não aceitar sua vida, suas regras e o modo em seu mundo não permite realidade.

É difícil te ver fazer aniversário minha irmã, pois a cada ano que tu completas mais menina tu te tornas, esta luz cresce, a luz que todos nós deveríamos ter. Tu vais ser a eterna criança que um dia conheci, mesmo quando estivermos velhinhas fazendo tricô e 5 Marias. Continuemos para sempre com a alegria envolvente de nosso lustre, nossa casa, nosso porto seguro.
Minha fada, minha irmã, minha melhor amiga, parabéns por estes 23 anos sendo a estrela dos palcos da tua vida, todo e qualquer lugar onde fazes da tua presença um espetáculo. Eu te amo.

“Todo mundo tem um irmão meio zarolho, só a bailarina que não tem” (Chico)

(09/12/2006)

2 comentários:

Mths disse...

5 Marias, Boa! hehehe

Otavio disse...

"Medo de subir, gente
Medo de cair, gente
Medo de vertigem
Quem não tem"
Tens?
Sempre bem, hot.