23 de março de 2006

Sobre estar só eu sei

É loucura.
Sim, e o que mais seria? Viver com os pés amarrados no chão não é modo de vida, e sim de morte. Vem cá, me da essa mão gelada e vamos olhar as estrelas.
Ali, não enxerga? Impossível te fazer enxergar, olha pra mim e vê como esses olhinhos estão brilhando, queria eu que pensasses que era uma estrela. Tira esses pés do chão, e não sente medo de vir comigo. Entende que quem parte saudade leva, e quem fica saudade guarda, entende que memórias não se abraça e que tudo tende a crescer no peito da gente.
Um dia ainda viro estrela ou poesia, e então não terá jeito de esquecer de mim, cada vez que olhar pro céu ou pensar em coisa bonita virei a tona nas lembranças e farei com que o lugar onde estiver seja o último lugar onde querias estar.

3 comentários:

Anônimo disse...

pizza !

RENATA disse...

PIZZA
EHIUAEHIUAEHIOUAEHOAEUIHOUIAEOUIAEHOIHAEOIUAEHUI


- que liiindo o que tu escreveu :~ amei muito bem amado! beijo na buchecha gôdá. :*

COLLARES, Lanna disse...

é coisa da Luiza